"A diferença entre a vida e a arte é que a arte é mais suportável." Bukowski

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Me tocam como algo que não consigo nem ver.

Incrivelmente me tocam como algo que dificilmente eu conseguiria ver. O primeiro contato direto é pelo cheiro que chega até mim sem muita sutileza. É tão natural, discreto e gostoso que só com seu cheiro e sua beleza me conquista do mesmo jeito que veio à este mundo.
Não fala e não se mexe, à não ser quando a leve brisa quer brincar e dançar entre suas folhas e pétalas, liberando mais ainda o que tem de melhor; seu perfume.
Sempre admirei as flores, por possuir belezas diferentes e perfumes dos mais variados tipos. Da mais simples, delicada, ou sem muito o que admirar faz parte de um conjunto de diversas espécies das quais cada um enxerga uma beleza.
Adoro receber flores, são tão lindas, tão lindas, TÃO LINDAS, que quando recebo rosas, não me importo com os espinhos. Me importo é com o tempo que elas irão durar, cuido delas como se fossem pessoas doentes que estivessem precisando de cuidados a mais. Não gosto de flores artificiais, pois o que mais gosto nas flores são seu perfume, natural e suave...
Se eu pudesse, enfeitaria minha casa INTEIRA com lírios, margaridas, rosas e tulipas... E ficaria por conta de cuidar delas como se fossem hóspedes. Pois infelizmente, sei que um dia iriam embora...

2 comentários:

I'm the eggman... disse...

Oi você não me conhece mas achei interessante seu blog,você gosta de coisas pouco comuns pra quem é tão jovem...e tira fotos bem também...

Dionísio disse...

Cuidar das flores... de um animalzinho... de um irmão menor...

muitas vezes é só uma sublimação de uma necessidade nossa de cuidar de alguma coisa, algumas vezes até de receber cuidados (cuidando de alguma coisa, protejendo alguma coisa da forma que gostaríamos de ser cuidados...)

O fato único, especúlo eu, é que o tempo todo estamos tomando conta apenas de nós mesmos.. seja por nossa necessidade de potência quando cuidamos de alguma coisa, ou de recebermos cuidados através de determinado objeto que usamos como símbolo de nosso próprio ego...

Estamos só cuidando de nós mesmos... estamos sozinhos, sozinhos com uma ilusão...

Musique pour quelque chose


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com