"A diferença entre a vida e a arte é que a arte é mais suportável." Bukowski

domingo, 2 de novembro de 2008

A tal da emoção.

Me emociono facilmente; e raramente percebo notar essa emoção sendo provocada por algo, ou alguém. Me toca profundamente, me fazendo chegar ao ponto de meu real estado emocional não conseguir impedir que as lágrimas deslizem sobre minha face sem se quer pedirem licença.
Antes mesmo de deixarem de habitar meus olhos por alguns segundos, e mostrarem ao meu mundo quem sou quando não hesito em transparecer meus sentimentos mais perplexos, mais ímpetos ou profundos que sejam, são expostos por um canteiro de lágrimas que desabrocham de meus olhos.
A emoção pode vir acompanhada de amor, agústia, ou ao contrário do que na maioria das vezes pensamos, vem também de uma extrema e incontrolável felicidade. Até agora, a emoção foi um dos factos mais sinceros, e de absoluta transparência pra mim, não só me contagiando por mais simples que fosse, mas prefiri deixar de saber sobre o que é real ou não, concreto ou absoluto.
A emoção sabe vir na hora certa, e nos contagia de tal forma, que creio eu, ser mais pura e sincera.

3 comentários:

Anônimo disse...

Deve ter ouvido Damien e se emocionado...rs... to achando...rs

sg

X lucas! disse...

Parabens pelo blog!!!!

beiju

thatha disse...

to com uma saldadeeeee
di vuxe
beijossssssssssssssss

Musique pour quelque chose


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com